A realização da Copa América é o retrato da imagem do Brasil de bolsonaro no exterior

Comemoração da Copa América em 2019

Por: Alam Moura

A reviravolta diante do, antes cancelamento da Copa América, seu remanejamento e a confirmação de sua realização no Brasil, com bênção do presidente bolsonaro, vai muito além de uma decisão política ou até mesmo demonstração de força do governo em exercício.

É de conhecimento de todos o que significa a máfia da CONMEBOL, todos os escândalos e uso político ao longo da história, corrupção, alianças com ditaduras, e todo o descrédito que uma instituição suja como ela merece ter.

Podemos afirmar que nesse caso, o uso político está em segundo plano, o que para muitos parece ser uma demonstração de força, negacionismo ou até provocação, é na verdade a desmoralização e o rebaixamento moral que o Brasil se encontra desde o Golpe de 2016.

Depois do cancelamento do torneio na Colômbia por conta dos protestos contra o governo direitista de Iván Duque e na Argentina diante do aumento dos casos de Croronavirus, o anuncio do adiamento da competição seria o mais obvio a se fazer, porém a turma da CONMEBBOL, que de bobos não tem nada, tentaram sua última cartada para o país onde tudo pode, e qualquer um (desde que não seja esquerdista) manda.

A realização da Copa América no Brasil, não é uma demonstração de força, ao contrário, é o maior exemplo de como o Brasil está desmoralizado, é o bobo da turma que jamais vai dizer não”, aquele que faz tudo para agradar os outros para se sentir popular, mas na verdade é motivo de chacota e nesse caso, vergonha e humilhação mundial.