Warriors e Cavaliers fizeram mais um grande jogo, melhor novamente para Kevin Durant e Cia

No dia de Martin Luther King, muitas homenagens foram feitas na liga

Por: Roberto Junior

 

Sempre que Cleveland Cavaliers e Golden State Warriors se encontram é uma ocasião especial, e como não podia ser diferente, o jogo foi marcado justamente para um importantíssimo feriado estadunidense, o Dia de Martin Luther King (ativista norte-americano que lutou contra a discriminação racial e tornou-se um dos mais importantes líderes dos movimentos pelos direitos civis dos negros nos Estados Unidos e no mundo, com uma campanha de não violência e de amor ao próximo).

Com os holofotes todos virados para o jogo, melhor para os Warriors, que na volta do intervalo ”acordaram” e venceram a partida por 118 a 108 em Cleveland.

O Golden State continua com seu jogo bonito e envolvente e já desponta na primeira posição da Conferência Oeste, agora com 36 vitorias e 9 derrotas. Foi a segunda vitória em dois jogos dos Warriors contra os CAVS na temporada, a primeira ocorreu justamente no Natal.

A equipe de Steve Kerr, depois de um começo instável na liga, encaixou seu ritmo de jogo acelerado que todos conhecem bem e parecem que realmente chegarão muito fortes (ou quase imbatíveis, como na temporada passada) para os playoffs.

Já os CAVS, apesar de terem jogado muito bem, passam por uma má fase incrível e com a derrota para os Warriors, chegaram a quarta derrota consecutiva (para Minnesota Timberwolves, Toronto Raptors, Indiana Pacers e Golden State Warriors, respectivamente), somando uma marca negativa de 8 derrotas nos últimos 11 jogos. Assim, a crise não vai embora e começa a incomodar o técnico Tyronn Lue, que agora tem a campanha de 26 vitorias e 17 derrotas, na terceira posição da Conferência Leste.

James e Durant protagonizaram mais um grande duelo

 

O jogo começou num ritmo bem intenso, com os CAVS demonstrando muita energia, mas os Warriors com KLay Thompson acertando muitos arremessos não deixavam os Cavaliers abrirem vantagem no placar. O destaque nos dois primeiros períodos ficou por conta de LeBron James, que além de maracar 20 pontos somente no primeiro tempo de partida, deu um toco espetacular em Kevin Durant, contribuindo para os Cavaliers irem o para o intervalo na frente por 64 a 57.

No terceiro período jogo deu uma mudada, Curry resolveu aparecer no jogo, deu até uma enterrada, e os Warriors conseguiram imprimir seu jogo veloz, assim vencendo o período por 36 a 27.

No último e decisivo período, os reservas dos Warriors foram muito importantes, conseguindo abrir 10 pontos de vantagem no placar na metade do quarto (105 a 95). Os Cavaliers tentaram a reação, mas sofreram a derrota de 25 a 17 no período e acabaram sendo derrotados pelos Warriors pelo placar final de 118 a 108.

Foi a décima terceira vitória seguida dos Golden State fora de casa. Depois do jogo KD declarou: “Às vezes, em casa, nós relaxamos um pouco. Mas isso é como nós realmente somos na estrada”.

Os principais nomes do triunfo do Golden State foram, Kevin Durant (com 32 pontos, 5 rebotes, 8 assistências, 3 roubos de bola e 1 toco), Stephen Curry (23 pontos, 4 rebotes, 8 assistências e 2 roubadas de bola), Klay Thompson (17 pontos, 4 rebotes, 2 assistências, 1 roubo de bola e 1 toco), Draymond Green (11 pontos, 16 rebotes, 9 assistências e 2 tocos), Andre Iguodala (9 pontos, 6 rebotes, 3 assistências e 1 roubo de bola) e Shaun Livingston (6 pontos, 2 rebotes e 1 assistência).

Nos CAVS, destaques para Lebron James (32 pontos, 8 rebotes, 6 assistências, 3 roubos de bola e incríveis 4 tocos), Isaiah Thomas (19 pontos, 1 rebote e 4 assistências), Kevin Love (17 pontos, 7 rebotes 3 assistências, 2 roubadas de bola e 1 toco), Dwyane Wade (10 pontos, 7 rebotes, 5 assistências e 1 roubo de bola), Jae Crowder (7 pontos, 2 rebotes, 1 assistência e 1 roubo de bola) e JR Smith (6 pontos, 1 rebote e 4 assistências).

O próximo compromisso dos CAVS e contra o Orlando Magic, na quinta-feira (18/01), em Cleveland.

Já os Warriors enfrentam o embalado Chicago Bulls, na quarta-feira (17/01), em Chicago no United Center.

 

Resultados da noite na NBA (segunda-feira 16/01)

Detroit Pistons 107 x 118 Charlotte Hornets

Philadelphia 76ers 117 x 111 Toronto Raptors

Washington Wizards 95 x 104 Milwaukee Bucks

Atlanta Hawks 102 x 99 San Antonio Spurs

Brooklyn Nets 104 x 119 New York Knicks

Chicago Bulls 119 x 111 Miami Heat

Memphis Grizzlies 123 x 114 Los Angeles Lakers

Oklahoma City Thunder 95 x 88 Sacramento Kings

Utah Jazz 94 x 109 Indiana Pacers

Cleveland Cavaliers 108 x 118 Golden State Warriors

 

NBA já planeja ter uma franquia no México para a G-League, visando o significativo interesse do país na liga

Adam Silver no NBA Global Games Cidade do México

O gerente geral Adam Silver, anunciou que a liga planeja ter uma franquia no México para a disputa da G-League e da Liga de Desenvolvimento da NBA. O interesse na liga vem crescendo cada vez mais por todo o mundo todo, e o México é um dos maiores mercados atualmente.

Em entrevista, Silver declarou: “O interesse pela NBA no México tem crescido significativamente e os jovens tem demonstrado bastante interesse pelos produtos da NBA”.

Isso abre possibilidades, para quem sabe num futuro próximo, os fãs mexicanos possam ter uma franquia principal na liga e enfim poderem desfrutar de todos os craques e toda a estrutura oferecida pela NBA no seu próprio território. Isso teria um valor muito além do basquete, já que alavancaria e traria um grande impacto, não somente a região em que a franquia seria instalada, mas sem dúvida, para todo o país.

Lembrando que a NBA já tem uma franquia fora dos EUA, o Toronto Raptors do Canadá, que está na liga desde 1995. Os Raptors já vêm há algum tempo fazendo ótimo trabalho na liga, onde é inclusive atualmente uma das melhores equipes, ocupando a segunda colocação da Conferência Leste e com estrelas como DeMar DeRozan e Kyle Lowry no elenco.