Veja tudo o que rolou no All-Star Weekend da NBA

Por:Roberto Junior

Time Mundo vence fácil o Time EUA no Rising Stars Challenge

O sérvio Bogdan Bogdanovic foi o MVP na vitória do Time Mundo sobre o Time EUA

 

Na sexta-feira (16/02), o Rising Stars Challenge (Jogo dos Novatos) foi disputado pelo Time Mundo contra o Time Estados Unidos, evento caracterizado por contar apenas com jogadores em seu segundo ano na liga e calouros.

Pela terceira vez em quatro jogos disputados nesse formato, o Time Mundo venceu, dessa vez por 155 a 124 (pelo placar dá para perceber que defesa não foi a principal virtude de ambas equipes).

O sérvio Bogdan Bogdanovic do Sacramento Kings foi o grande destaque da partida, onde acertou sete bolas de três pontos, somando no total 26 pontos, 4 rebotes, 6 assistências e 1 roubo de bola, sendo eleito o MVP.

Já para o time da casa, o destaque foi o cestinha do jogo Jaylen Brown (do Boston Celtics) com 35 pontos, 10 rebotes, 1 assistência e 1 roubo de bola.

O camaronês Joel Embiid (do Philadelphia 76ers) apareceu bem pouco em quadra, o motivo é que o pivô também iria participar do Torneio de Habilidades e também do All-Star Game m 35 pontos, 10 rebotes, 1 assistência e 1 roubo de bola.

A grande diferença no placar se deu justamente nas bolas de três pontos, com os estrangeiros convertendo 23 bolas de três, enquanto os americanos converteram apenas 11 bolas de três, culminado para que oito dos dez jogadores do Time Mundo fizessem pelo menos 11 pontos no jogo.

 

Torneio de Habilidades

Spencer Dinwiddie dos Nets foi o grande vencedor do Torneio de Habilidades

No sábado (17/02), de All-Star Game começou com o Desafio de Habilidades. Eram nomes como: Jamal Murray, Buddy Hield, Lou Williams, Spencer Dinwiddie, Lauri Markkanen, Joel Embiid, Al Horford e Andre Drummond.

Num circuito que trazia desafios de dribles, passes, bandejas e arremessos de três pontos, o “Time do Garrafão” (Joel Embiid, Al Horford, Lauri Markkanen e Andre Drummond) se enfrentaram entre si, no qual Lauri Markkanen chegou à final vencendo Andre Drummond e Joel Embiid – que havia vencido Al Horford.

Já no “Time dos Armadores” (Jamal Murray, Buudy Hield, Lou Williams e Spencer Dinwiddie) o camisa 8 dos Nets, superou Buddy Hield na primeira rodada, Jamal Murray na segunda e na grande decisão venceu Lauri Markkanen.

Foi a segunda vez na que um jogador dos Nets venceu o Torneio de Habilidades, Jason Kidd, em 2003 venceu o primeiro torneio de habilidades do All-Star na história.

 

Torneio de Três Pontos

Devin Booker do Phoenix Suns fez história fazendo a maior pontuação da história do Torneio de Três Pontos

 

A tradicional competição também começou com oito jogadores, a lista contava com: Eric Gordon (atual campeão), Paul George, Klay Thompson, Wayne Ellington, Bradley Beal, Kyle Lowry, Tobias Harris e Devi Booker.

Depois de todos arremessarem as 30 bolas, os três finalistas foram Tobias HarrisKlay Thompson e Devin Booker.

Tobias Harris (ala do Los Angeles Clippers) abriu a decisão marcando 17 pontos, na sequência Devin Booker (ala-armador do Phoenix Suns) teve uma grande atuação marcando 28 pontos. Cabia então ao campeão de 2016 Klay Thompson (do Golden State Warriors) tentar superá-lo, mas conseguiu “apenas” 25 pontos, deixando o título para Booker.

Com isso, o Torneio de três pontos do All-Star Weekend da NBA teve um novo recorde, Devin Booker com seus 28 pontos na rodada final da disputa foi o jogador que obteve a maior pontuação da história no desafio de três pontos (28 pontos dos 34 possíveis), quebrando a marca de Klay Thompson, que fez 25 pontos em 2016.

 

Torneio de Enterradas

O calouro do Jazz venceu o Torneio de Enterradas e promete ser um dos principais jogadores da liga no futuro

 

O Torneio de enterradas contavam com quatro competidores: Victor Oladipo, Larry Nance Jr (filho Larry Nance, vencedor do primeiro Torneio de Enterradas em 1984), Dennis Smith Jr e Donovan Mitchell.

O Torneio trouxe certa nostalgia em função de diversas homenagens feitas a ex-jogadores que proporcionaram enterradas históricas.

Larry Nance Jr colocou o uniforme do Phoenix Suns do pai, relembrando quando Larry Nance ganhou o primeiro Torneio de enterradas em 1984.

Já Donovan Mitchell, usou as camisas relembrando o ex-jogador Darrell Griffith (que jogou pelo Utah Jazz de 1980 a 1991) e Vince Carter (que protagonizou uma enterrada histórica na Oracle Arena no Torneio de Enterradas em 2000).

Curiosamente ambos foram para a final, quando Larry Nance Jr trouxe uma ponte aérea lançada pelo pai e uma outra bela enterrada em que usou a tabela como complemento, ambas resultando em 96 pontos.

Já Donovan Mitchell começou com uma cravada sensacional usando o auxílio da tabela, e logo depois, usando a camisa de Vince Carter dos Raptors (relembrando o lendário Torneio de 2000), conseguiu fazer a enterrada igual ao do veterano (que ainda joga pelo Sacramento Kings) após um giro 360 e faturou o título com um total de 98 pontos.

O calouro Donovan Mitchell parece ter muito futuro na liga, onde até agora vem sendo o melhor jogador do Utah Jazz na temporada e ainda faturou o título do Torneio de Enterradas, demonstrando bastante habilidade e confiança dentro de quadra.

 

 All-Star Game

“King” James foi o MVP do All-Star Game que foi muito disputado em Los Angeles

 

No domingo (18/02) em Los Angeles, o Time LeBron James venceu o Time Stephen Curry por 148 a145 no Jogo das Estrelas da NBA, que foi disputado até o último lance da partida, assim demonstrando que o novo formato adotado parece ter deixado os atletas mais interessados no jogo.

Depois de uma sequência de eventos com um nível baixo de competitividade, a nova fórmula do All-Star Game parece ter funcionado e criado uma rivalidade maior em quadra entre os jogadores. Além disso, cada jogador do time vencedor levou para casa US$ 100 mil (R$ 320 mil) e duas instituições de caridade foram beneficiadas pelo evento

Maior pontuador da história do All-Star Game (com um total de 343 pontos), James foi o cestinha da partida com 29 pontos, somando ainda 10 rebotes, 8 assistências e 1 roubada de bola (ficando muito próximo de Triple-Double na partida). Assim foi eleito o MVP do All-Star Game de 2018, seu terceiro prêmio em sua decima quarta participação no evento (2006, 208 e 2018). Com isso James se igualou a Michael Jordan em número de MVPs no All-Star Game, ficando atrás apenas de Bob Pettit e Kobe Bryant (ambos com quatro).

Mesmo depois de passar quase toda a partida atrás no placar, a equipe de LeBron conseguiu a vantagem com uma cesta espetacular de Russel Westbrook a apenas 10 segundos do fim do jogo. Logo depois no último lance do jogo, a equipe toda se “desdobrou” na defesa para evitar o arremesso de Curry, assim garantindo a vitória.

Liderada pelo capitão LeBron James, a equipe vencedora contou com Kevin Durant (com 19 pontos, 6 rebotes, 5 assistências, 3 roubos de bola e 1 toco), Paul George (16 pontos, 5 rebotes, 4 assistências, e 1 roubo de bola) e Russell Westbrook (11 pontos, 8 rebotes e 8 assistências) como grandes destaques.

Do lado do Team Stephen, chamaram atenção DeMar DeRozan (com 21 pontos, 6 rebotes, 2 assistencias e 2 roubadas de bola), Damian Lillard (21 pontos, 3 rebotes e 2 asistencias), Joel Embiid (19 pontos, 8 rebotes, 1 assistência, 1 roubo de bola e 2 tocos) e Karl-Anthony Towns (17 pontos e 10rebotes). Curiosamente o capitão Curry não teve a atuação que se esperava dele, terminando o jogo com 11 pontos, 6 rebotes, 5 assistências e 1 roubo de bola.           

Um fato notado por todos, foi a não entrada de Jimmy Butler em nenhum momento do jogo, que depois explicou que pediu a Mike D’Antoni para não jogar porque estava cansado.

Após o termino da parida, James declarou: “Eu e Steph Curry tomamos a responsabilidade de fazer desse jogo um jogo mais competitivo. Tentamos enfatizar a parte defensiva do jogo. Temos a melhor liga do mundo e queremos que ela cresça a cada dia. Decidimos mudar o formato e absolutamente deu certo para todos”.

O logo revelado do próximo All-Star Weekend da NBA que será em Charlotte em 2019

O próximo All-Star Game da NBA 2019 (que será a 68º edição), acontecerá em Charlotte no dia 17 de fevereiro do próximo ano. O dono do Charlotte Hornets, ninguém mais ninguém menos que Michael Jordan, foi aplaudido por todo no Staples Center quando apareceu no telão do ginásio para revelar o logotipo do All-Star Game do próximo ano.