Toronto Raptors “atropelam” os CAVS e se consolidam como segunda força do Leste

Fred Vanvleet teve seu melhor jogo na carreira contra os CAVS

Por:Roberto Junior

O Toronto Raptors venceu o Cleveland Cavaliers por 133 a 99 em Toronto e demonstra que é o time que vai ameaçar o Boston Celtics na liderança da Conferência Leste.

Os Raptors tiveram nesse jogo, o recorde de bolas de três convertidas na temporada, com 18 no total, tudo isso desfalcados de Kyle Lowry e Serge Ibaka.

A franquia do Canadá alcançou 29 vitorias e apenas 11 derrotas na temporada, além disso, possuem a melhor campanha jogando como time da casa na liga (no Air Canada Centre), assim seguem firme na segunda colocação Leste e pinta como um dos fortes candidatos juntos ao Boston Celtics para desbancar os Cavaliers numa futura final NBA.

Já nos CAVS, depois de uma sequência de 13 vitorias consecutiva durante os meses de novembro e dezembro, a equipe parece que se “desencontrou” e já soma 7 derrotas nos últimos 10 jogos, algumas por diferenças gritantes no placar (como a derrota para o Minnesota Timberwolves por 127 a 99, que até esse jogo tinha sido então a pior derrota da temporada), gerando uma “crise” que Tyronn Lue, LeBron James e Companhia terão muito trabalho para resolver.

Os Cavaliers estão na terceira posição do Leste, mas já estão longe de Raptors e Celtics, que dispararam na classificação. Isso sem falar no Miami Heat, que está se aproximando cada vez mais, encostando na tabela, assim ameaçando os Cavaliers.

O jogo até começou equilibrado, com LeBron James no comando do ataque, o Cleveland chegou a incomodar o Toronto no primeiro quarto, que terminou em 30 a 24 para os donos da casa.

No segundo período os Raptors passaram a dominar a paritda, com um ótimo aproveitamento nas bolas de três pontos, os donos da casa deslancharam no placar. Explorando bastante as falhas defensivas dos rivais, o Toronto chegou a abrir 25 de frente no segundo período e foi para o intervalo vencendo por 65 a 40. Para os CAVS, parecia que história do último jogo contra os Timberwolves estava se repetindo.

 

“King” James chamou a atenção da equipe durante time-out no segundo período

Perante a má atuação da equipe, a irritação de LeBron apareceu ainda durante um tempo técnico no segundo período da partida (foi a primeira vez em 15 anos de carreira que ele foi derrotado em dois jogos seguidos por 25 pontos ou mais de diferença), quando o astro discutiu com um integrante do staff do técnico Tyronn  Lue.

No terceiro período, a bronca de James não surtiu muito efeito, e com Fred Vanvleet (convertendo cestas de longa distância) e Jonas Valanciunas (dominando o garrafão) inspirados, os Raptors abriram ainda mais vantagem. Assim, com o placar em 100 a 72 para os donos da casa, Lue tirou todos os titulares de quadra, os poupando para a partida desta sexta-feira (12/01), contra o Indiana Pacers, em Indianapolis.

O último período dessa vez não foi decisivo, já que a vitória estava certa para o Toronto Raptors, com os times reservas em quadra praticamente todo período, os minutos finas foram apenas protocolares, com placar final marcando 133 a 99 para a franquia do Canadá.

No Toronto Raptors, Fred Vanvleet (22 pontos, 4 rebote, 4 assistências e 1 roubo de bola), Pascal Siakam (16 pontos, 8 rebotes, 4 assistências e 1 roubada de bola), CJ Miles (16 pontos, 5 rebotes e 2 assistências), Jonas Valanciunas (15 pontos, 18 rebotes e 1 assistências) Norman Powell (14 pontos, 6 rebotes, 3 assistências e 1 toco) e DeMar DeRozan (13 pontos, 3 rebotes e 8 assistências), tiveram ótimo desempenho pela equipe do Canadá.

O destaque do Cleveland foi LeBron James com 26 pontos, 3 rebotes, 1 assistência, 1 roubo de bola e 1 toco. Além dele, Jeff Green (com 13 pontos e 3 rebotes), Jae Crowder (11 pontos, 2 rebotes e 2 roubadas de bola), Kevin Love (10 pontos, 9 rebotes e 2 assistências) e Tristan Thompson (8 pontos, 8 rebotes, 1 assistência e 1 toco), tiveram atuações destacadas apesar da derrota.

O Toronto Raptors enfrenta o Golden State Warriors, no sábado (13/01), no Canadá.

Já o Cleveland Cavaliers continua sua sequência de jogos fora de casa, onde nessa sexta-feira (12/01), enfrentam o Indiana Pacers.

 

Resultados da noite na NBA (quinta-feira 12/01)

Philadelphia 76ers 103 x 114 Boston Celtics (NBA Global Games Londres)

Toronto Raptors 133 x 99 Cleveland Cavaliers

Sacarmento Kings 115 x 121 Los Angeles Clippers

Los Angeles Lakers 93 x 81 San Antonio Spurs

 

Kevin Durant é o segundo jogador mais jovem a marcar 20.000 pontos na carreira

KD alcançou a marca de 20.000 pontos na carreira

Kevin Durant atingiu uma marca histórica na carreira e na NBA, se tornando o segundo jogador mais jovem a atingir essa pontuação (com menos de 30 anos de idade). O fato curioso é que foi numa derrota para o Los Angeles Clippers, na Oracle Arena por 125 a 106.

Assim, Durant só está atrás de LeBron James, que é o mais jovem jogador a atingir essa pontuação de 20.000 pontos na carreira.

Nomes como Kobe Bryant, Wilt Chamberlain e Michael Jordan também conseguiram alcançar tal feito.

Como já não bastasse, Durant agora é o oitavo jogador em atividade a ultrapassar a marca dos 20.000 pontos, ao lado dele estão Dirk Nowitzki, LeBron James, Carmelo Anthony, Vince Carter, Dwyane Wade, Pau Gasol e Joe Johnson.

Obviamente KD ainda tem “muito chão pela frente”, e com o ritmo que vem nas últimas temporadas pode chegar ainda mais longe no quesito pontuação e porque não em títulos da liga também, já que o Golden State Warriors vem fortíssimo liderando a Conferencia Oeste e tem tudo para chegar um mais uma final da NBA.

 

Em votação para o All-Star Game, Stephen Curry e LeBron James são os mais lembrados pelos fãs

 

Curry e James são os mais votados para comandarem suas equipes no All-Star Game

Ambos estão cotados para serem os capitães de suas respectivas equipes, lembrando que eles ultrapassaram Kevin Durant e Giannis Antetokounmpo, que na última parcial divulgada eram os líderes da votação.

LeBron tem mais de 1.600.000 votos, e tem tudo para ser o capitão do time do Leste que provavelmente terá nomes como Giannis Antetokounmpo, Joel Embiid, Kristaps Porzingis, Kyrie Irving, DeMar DeRozan, Ben Simmons e Victor Oladipo.

Pelo Oeste, Stephen Curry até agora é o líder do time, contando mais de 1.300.000 votos, podendo ter um time fantástico que pode contar com Durant, James Harden, Russel Westbrook, Anthony Davis Draymond Green e DeMarcus Cousins.

Lembrando que os votos populares vão até o dia 15 de janeiro, na segunda-feira, essa é a data em que conheceremos os jogadores que farão parte do All-Star Game da NBA.

A edição deste ano será realizada em Los Angeles, e será marcada pela mudança no formato do jogo. No novo formato, o mais votado de cada conferência será o capitão do time e escolherá os votados como titulares e reservas.

Foi um jeito que a NBA encontrou para tentar inovar e tornar o jogo mais competitivo, vamos ver qual será o resultado.