Programação do Tomie Ohtake em casa

É possível acompanhar o podcast Amplitudes, assistir o documentário sobre a Tomie Ohtake, fazer um tour guiado pela exposição LUMINA e mais.

Fonte: Catraca Livre

Os dias em isolamento estão difíceis e você já perdeu a noção do tempo? Não se preocupe! Tem mais dica boa para você curtir a quarentena contra o coronavírus do melhor jeito possível. Se liga na programação mara que que o Instituto Tomie Ohtake preparou.

Para começar, que tal assistir alguns trechos do espetáculo criado pelo Balé da Cidade inspirado na exposição “Histórias Afro-Atlânticas”? A direção é de Ismael Ivo e a música é de Rodolfo Stroeter. A mostra foi um sucesso em 2018!

Instituto Tomie Ohtake
Crédito: @inst.tomie.ohtake/ Facebook
O Instituto Tomie Ohtake está fechado, mas mantém uma programação online ativa

Na série recordar é viver, que tal relembrar da “Obsessão Infinita” de Yayoi Kusanma sucesso absoluto de selfies em 2014? Confira algumas fotos icônicas desse grande marco para o Instituto Tomie Ohtake.

Exposição "Obsessão Infitina", de Yayoi Kusanma
Crédito: Divulgação/ Instituto Tomie Ohtake
Quem aí tirou fotos incríveis na exposição “Obsessão Infitina”, de Yayoi Kusanma?

Também tem visita guiada à exposição “LUMINA” com a artista Mariana Palma? É tudo em vídeo e você tem a chance de se profundar no processo criativo de cada uma das peças e na elaboração da proposta curatorial. A mostra é inspirada no mito de Orfeu.

Outra boa pedida para esses dias é o documentário sobre a Tomie Ohtake dirigido por Helio Goldsztejn e produzido pela TV Cultura. No filme, o público conhece a trajetória da artista, desde o período em que vivia no Japão, passando pela chegada no Brasil na década de 1930 até o reconhecimento artístico. Na obra, estão reunidos depoimentos de artistas, curadores, críticos de arte, amigos e familiares.

Para quem ama podcasts e arte, desde setembro de 2019 o instituto disponibiliza o “Amplitudes” toda primeira segunda de cada mês. O educador Pedro Costa entrevista artistas, educadores e profissionais da cultura, ampliando o o debate sobre temas como curadoria, produção artística, territórios educativos, acessibilidade, e mais. Você pode ouvir tudo aqui.

Se explorar o site do Instituto Tomie Ohtake, você encontra as publicações do educativo concebidas pelo Núcleo de Cultura e Participação junto com professores. Com esse material, é possível estimular processos pedagógicos em vários espaços de educação, com base em obra de grandes artistas, como Frida Kahlo, Takashi Murakami, Pablo Picasso, entre outros. É só entrar nesse link e fazer o download.