PM de SP quebra perna e pisa no pescoço de mulher negra rendida no chão

“Quanto mais eu me debatia, mais ele apertava a botina no meu pescoço”, contou. Policiais foram afastados e responderão a inquérito

Fonte: Revista Fórum

O programa Fantástico, da TV Globo, exibiu na noite deste domingo (12) uma cena de violência policial contra uma mulher negra de 51 anos durante abordagem em um bar de Parelheiros, na zona sul de São Paulo.

O caso aconteceu no dia 30 de maio. Policiais foram chamados ao local por causa de um cliente que estacionou o veículo com som em alto volume, enquanto consumia no local.PUBLICIDADE

A dona do bar, viúva, com cinco filhos e dois netos, contou ao programa que estava tentando defender um amigo, que fora derrubado pelo PM e ficou desfalecido no chão. Ela afirma que, ao pedir para o policial cessar a violência, foi empurrada para uma grade e agredida por outro agente.

A vítima relata que tomou três socos e foi derrubada com uma rasteira. Na queda, ela diz ter fraturado a tíbia. Um vídeo que registrou a cena mostra a mulher deitada de bruços, ao lado de um carro, enquanto o policial pisa em seu pescoço e apoia todo o seu corpo sobre a vítima.

A mulher então é algemada e arrastada até a calçada. A vítima diz que desmaiou quatro vezes. “Quanto mais eu me debatia, mais ele apertava a botina no meu pescoço”, contou.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), comentou sobre o caso na noite de domingo, através do Twitter. “Os policiais militares que agrediram uma mulher em Parelheiros, na Capital de SP, já foram afastados e responderão a inquérito. As cenas exibidas no Fantástico causam repulsa. Inaceitável a conduta de violência desnecessária de alguns policiais. Não honram a qualidade da PM de SP”, disse.

Policiais registraram boletim de ocorrência contra a mulher por desacato, lesão corporal, desobediência e resistência, segundo reportagem da Folha de S.Paulo.