NBA divulgou as equipes do All Star Game 2018 que ocorrerá em Los Angeles

Time James x Time Curry é uma tentativa de dar mais competitividade ao evento

Por:Roberto Junior 

O All-Star Game 2018 já conhece os jogadores que estarão em Los Angeles, na Califórnia, no próximo dia 18 de fevereiro. Para esse ano, a liga mudou o sistema de formação das equipes, o público passou a eleger os capitães da equipe (os dois mais votados de cada Conferência, que foram LeBron James e Stephen Curry). Em seguida, eles escolhem os atletas mais votados pré-estabelecidos pelos fãs, mídia e atletas, assim permitindo que as equipes sejam formadas por atletas de ambas as conferências. A ideia pretende trazer mais competitividade e atratividade à partida.

O Time LeBron James contará com LaMarcus Aldridge (San Antonio Spurs), Bradley Beal (Washington Wizards), Paul George (Oklahoma City Thunder, que substituirá DeMarcus Cousins lesionado), Anthony Davis (New Orleans Pelicans), Kevin Durant (Golden State Warriors), Kyrie Irving (Boston Celtics), Kevin Love (Cleveland Cavaliers), Victor Oladipo (Indiana Pacers), Kristaps Porzingis (New York Knicks), Andre Drummond (Detroit Pistons, que substituirá o também lesionado John Wall) e Russel Westbrook (Oklahoma City Thunder).

Já o Time Stephen Curry está com Antetokounmpo (Milwaukee Bucks), Jimmy Butler (Minnesota Timberwolves), DeMar DeRozan (Toronto Raptors), Joel Embiid (Philadelphia 76ers), Draymond Green (Golden State Warriors), James Harden (Houston Rockets), Al Horford (Boston Celtics), Damian Lillard (Portland Trail Blazers), Kyle Lowry (Toronto Raptors), Klay Thompson (Golden State Warriors) e Karl-Anthony Towns (Minnesota Timberwolves).

Uniformes que serão usados no All Star Game

 

Os uniformes também estão diferentes, a equipe de James vestirá camisas e shorts brancos, enquanto Curry e seus companheiros vestirão preto. Cada jogador carregará no peito o escudo da franquia que defende na NBA, que estampará também o logo da Air Jordan (subsidiária da Nike ligado a Michael Jordan que na liga está no uniforme do Charlotte Hornets, cujo dono é o próprio Jordan).

Outro fator que traz novidades é o aumento na premiação do All Star Game, os jogadores terão um aumento de 50 mil dólares na premiação pela vitória, agora cada jogador do time vencedor receberá 100 mil dólares, enquanto que os perdedores ficarão com os mesmos 25 mil dólares de temporadas passadas.

Os jogadores demonstraram estar motivados: “Isso vai, com certeza, fazer o jogo ficar mais interessante”, declarou Kyrie Irving sobre a premiação de 100 mil dólares.

“Eu acho que vai ajudar, com certeza. É muito dinheiro”, concordou Klay Thompson, do Golden State Warriors

 

NBA divulgou os participantes do Rising Stars Challenge do All Star Wekeend

Time USA x Time do Mundo no Rising Stars

O “Rising Stars Challenge” do All Star Wekeend é um jogo envolvendo as Jovens Talentos da liga (jogadores em seu primeiro ou segundo ano de carreira), que ocorre na sexta-feira (16/02), no Final de Semana das Estrelas.

O duelo anos acontece com um time formado por jogadores americanos contra um time de jogadores internacionais.

O Time USA é formado por Malcolm Brogdon (Milwaukee Bucks), Brandon Ingram (Los Angeles Lakers), Jaylen Brown (Boston Celtics), Kris Dunn (Chicago Bulls),Donovan Mitchell (Utah Jazz),Lonzo Ball (Los Angeles Lakers), Jayson Tatum (Boston Cetics), Kyle Kuzma (Los Angeles Lakers),Dennis Smith Jr (Dallas Mavericks) e John Collins (Atlanta Hawks).

Já o Time Mundo é composto por Joel Embiid (Philadelphia 76ers), Dario Saric (Philadelphia 76ers), Domantas Sabonis (Indiana Pacers), Buddy Hield (Sacramento Kings), Jamal Murray (Denver Nuggets), Ben Simmons (Philadelphia 76ers), Bogdan Bogdanovic (Sacramento Kings), Lauri Markkanen (Chicago Bulls), Frank Ntilikina (New York Knicks) e Dillon Brooks (Memphis Grizzlies).

Nesse jogo, não teremos nenhuma “dúvida” sobre a competitividade em quadra, já que se trata de uma rivalidade grande envolvendo os Estados Unidos contra o Mundo, e com certeza será um grande atrativo.

 

“Estrelas” se lesionam e desfalcam a Liga

Nessa semana tivemos alguns “medalhões” da NBA se contundindo gravemente, e consequentemente, ficarão um bom tempo fora das quadras, são eles:

John Wall

John Wall sentindo lesão no joelho esquerdo

O armador do Washington Wizards vai se submeter a uma artroscopia em seu joelho esquerdo para retirada de alguns fragmentos e ficará de 6 a 8 semanas fora, logo perderá o All Star Game

Lembrando que Wall vem de uma sequência de lesões na carreira, em 2016 ele passou por outras duas cirurgias (uma em cada joelho), e em novembro do ano passado fez infiltrações após sentir dores e inflamação no local.

Com a ausência de John Wall, o único jogador dos Wizards no All Star Game será Bradley Beal.

Andre Roberson

Andre Roberson saindo de maca da Chesapeake Energy Arena

 

O Thunder também perdeu um importante jogador defensivamente, Roberson rompeu o tendão patelar e só voltará as quadras na próxima temporada.

O técnico Billy Donovan lamentou a lesão de Roberson: “Você não o substitui. Não é diferente de quando um cara que faz 25 pontos por jogo se machuca. Você não terá outra pessoa que chegue e marque 25 pontos”.

Mike Conley

Mike Conley vem com sucessivas lesões que vem atrapalhando sua carreira

O armador fará uma cirurgia no calcanhar esquerdo visando suavizar uma pequena protrusão de osso e irá tirar armador do Memphis do restante da temporada.

O Gerente Geral Chris Wallace, do Grizzlies, comentou que o armador tentou tratamentos não cirúrgicos, mas que o resultado não foi o esperado: “Mike Conley tem sido extremamente zeloso em um contexto em que abordamos diferentes possibilidades para aliviar sua dor antes de chegar à conclusão de que a cirurgia é a melhor opção”.

DeMarcus Cousins

DeMarcus Cousins no chão após sofrer grave lesão no tendão de Aquiles

O New Orleans Pelicans não contará mais com DeMarcus Cousins para essa temporada, o pivô rompeu tendão de Aquiles e também perderá o All Star Game. O tempo de recuperação é estimado em 6 a 10 meses.

O técnico Alvin Gentry, falou como ficou o “clima” no time depois que souberam da contusão: “Me sinto horrível por ele. Tudo o que ele fez e as melhorias em todas as áreas, dentro e fora da quadra, isso foi ótimo. Nossos caras se sentem terríveis”.

Kevin Love

Kevin Love no banco momentos depois de sair de quadra com a mão esquerda fraturada

Com fratura na mão esquerda no quinto metacarpo, ele ficará dois meses fora de ação, com isso, também ficará de fora do All Star Game.

A NBA ainda não anunciou o substituto de Kevin Love para o jogo das estrelas, o que provavelmente vai acontecer nos próximos dias. Essa será a segunda vez seguida que ele será desfalque no All Star Game por lesão, já que em 2017 uma lesão no joelho foi o problema que o retirou do evento.