Leicester é freado na sua caminhada rumo ao título inédito

O Leicester escapou da derrota em casa ao arrancar nos acréscimos o empate em 2 a 2 com o West Ham (6º), neste domingo, pela 34ª rodada da Premier League, mas o resultado abre a possibilidade para o Tottenham (2º) reduzir a diferença para cinco pontos na segunda-feira.

O surpreendente líder queimou um pouco da gordura acumulada nas últimas semanas, mas o ponto conquistado foi até um bom negócio, pelas circunstâncias do jogo.

Jamie Vardy, o artilheiro-operário, foi de herói a vilão. Abriu o placar aos 18 minutos de jogo, na conclusão de um contra-ataque letal, marca registrada dos ‘Foxes’, após seu time ter levado um susto logo de cara, com um chute na trave de Eminike.

Ao marcar seu 22º gol no campeonato, Vardy voltou ao topo da artilharia, empatado com Harry Kane, do Tottenham.

Aos 11 da segunda etapa, porém, o atacante deixou os ‘Foxes’ com um a menos, ao levar seu segundo cartão amarelo na partida.

“Demos sorte no início, quando eles acertaram a trave, fizemos um gol maravilhoso, mas a expulsão mudou tudo”, lamentou o técnico Claudio Ranieri.

O West Ham aproveitou a superioridade numérica ao conseguir a virada relâmpago nos minutos finais.

Andy Carrol empatou de pênalti aos 39, após Reid ser empurrado na área pelo capitão Morgan, acabando com 574 minutos de invencibilidade do goleiro Kasper Schmeichel.

Bastaram dois minutinhos para a meta do dinamarquês ser vazada de novo, com uma pintura de Cresswell, que acertou um lindo chute da esquerda da área, depois de dominar a bola no peito, com muita categoria.

Tudo indicava que o Leicester seria vencido pela primeira vez, em oito rodadas, mas o líder evitou a derrota no último lance da partida, com outra penalidade máxima, cometida, por ironia do destino, por Carroll, o atacante que tinha marcado o gol de empate dos ‘Hammers’ poucos minutos antes.

O argentino Leonardo Ulloa não titubeou, deslocando o goleiro Adrian para deixar a torcida sair do King Power Stadium com gosto de vitória.

“Em termos psicológicos, é um ponto muito importante. Mesmo com um a menos e atrás no marcador, os jogadores lutaram até o fim para empatar. Jogamos sempre assim: com sangue, coração e alma”, resumiu Ranieri.

Com o resultado, o Leicester chegou aos 73 pontos, abrindo de forma provisória oito de vantagem sobre o Tottenham. Os ‘Spurs’, porém, podem reduzir a diferença para cinco se derrotarem o Stoke City (9º) fora de casa na segunda-feira.

Já o West Ham se afastou da zona de classificação para a Liga dos Campeões ao ficar com 53 pontos, 60 a menos que o quarto colocado Manchester City, que atropelou o atual campeão Chelsea por 3 a 0 em pleno Stamdford Bridge, com três gols do argentino ‘Kun’ Aguero.

Arsenal tropeça de novo

Na semana passada, os ‘Hammers’ também ficaram perto de uma grande vitória de virada, mas empataram em 3 a 3 no clássico londrino com o Arsenal (3º).

Os ‘Gunners’ voltaram a empatar neste domingo, com um 1-1 frustrante em casa, diante do Crystal Palace (16º), que luta contra o rebaixamento.

O chileno Alexis Sánchez abriu o placar para os anfitriões nos acréscimos do primeiro tempo, mas a 500ª vitória do Arsenal na Premier League foi adiada novamente aos 37 da etapa final, com um gol de Bolasie.

Os comandados de Arsène Wenger somam os mesmos 60 pontos do City, que enfrentarão na penúltima rodada, em duelo que tem tudo para ser decisivo para a definição do terceiro lugar, sinônimo de classificação direta para a Liga dos Campeões, sem passar pela fase preliminar.

Já o Liverpool seguiu no embalo da classificação antológica às semifinais da Liga Europa contra o Borussia Dortmund, ao derrotar o Bournemouth (13º) por 2 a 1, com direito a gol brasileiro, marcado por Roberto Firmino.

Via AFP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.