LeBron James atinge marca histórica de 30.000 pontos na carreira, mas CAVS perdem para os Spurs

James foi aplaudido por todos no AT&T Center após atingir incrível marca de 30.000 pontos na carreira

 

Faltavam apenas 7 pontos para que LeBron James se tornasse o jogador mais jovem a chegar a impressionante marca de 30.000 pontos na carreira com 33 anos e 24 dias. Mas os Spurs “botaram água no Chopp” de James, conseguindo impor seu conhecido estilo de jogo coletivo, vencendo por 114 a 102 no Texas.

“King” James não demorou muito para alcançar a marca histórica, no último lance do primeiro período, acertou um arremesso e chegou aos 30 mil pontos na carreira, se tornando no jogador mais jovem a alcançar esse feito, ultrapassando Kobe Bryant (34 anos e 104 dias). Logo após o feito, foi cumprimentado por todos os membros da equipe dos Cavaliers e foi aplaudido por todo o ginásio.

LeBron soma agora um total de 30.021 pontos na carreira, e foi o sétimo a entrar no seleto time de jogadores que atingiram essa impressionante marca, se juntando a Dirk Nowitzki (30.808), Wilt Chamberlain (31.419), Michael Jordan (32.292), Kobe Bryant (33.643), Karl Malone (36.928) e Kareem Abdul-Jabbar (38.387). Além disso, LeBron se tornou o único jogador na história da NBA a acumular juntamente com esse número, ao menos sete mil rebotes e sete mil assistências.

Mas a fase dos Cavaliers não é nada boa, estão mergulhados numa “crise” e não conseguem reagir. Problemas defensivos ( e tambem ofensivos) perseguem a equipe, que soma 10 derrotas nos ultimos 13 jogos, a pior defesa da NBA no mês de janeiro e a segundo pior da temporada ( somente a frente do Sacramento Kings). Estão atualmente na terceira posição da Conferencia Leste com 27 vitorias e 19 derrotas, e para o próximo jogo o tecnico Tyronn Lue afirmou que fará mudanças na equipe para o proximo jogo contra o Indiana Pacers (vale destacar que em meio a tudo isso, uma reunião para “lavar a roupa suja” foi feita nos CAVS, com acusações de falta de comprometimento e  até “dedo na cara” entre os jogadores e staff).

Já no San Antonio Spurs a coisa está mais tranquila, mesmo sem contar não com Kawhi Leonard (sem previsão de retorno após lesão no quadríceps), Manu Ginobili e Rudy Gay, superaram sem problemas os Cavaliers. Comandados por LaMarcus Aldridge, Tony Parker e o jovem Dejounte Murray, com sua habitual paciência no ataque e uma forte defesa, chegaram a 31 vitorias e 18 derrotas, ocupando a quarta posição da Conferencia Oeste.

 

Dejounte Murray teve ótimo desempenho pelos Spurs

 

O primeiro período foi equilibrado, com todos os holofotes virados para James, que ia se aproximando da marca dos 30 mil pontos na carreira. A cesta histórica aconteceu no último lance, faltando 1 segundo para o fim do primeiro quarto, anotando naquele momento seu oitavo ponto na partida. Após a comemoração pelos 30 mil pontos de LeBron, os Spurs voltaram para o segundo período mais ligados. Com Tony Parker muito bem no período, os Spurs foram para o intervalo a frente no placar por 63 a 55.

O San Antonio iniciou melhor o terceiro período, com LaMarcus Aldridge dominante, o time do Texas chegou a abrir 13 pontos no placar. Mas nos minutos finais do período, Wade e LeBron diminuíram um pouco a vantagem dos Spurs, que foram para o último e decisivo período a frente por 89 a 81.

No último período, os CAVS encostaram no placar, mas Murray, Danny Green e Patty Mills com importantes cestas de três pontos nos minutos finais do jogo, foram importantes para dar tranquilidade nos minutos finas para os Spurs confirmarem a vitória por 114 a 102. Ao término da partida, todos os jogadores e o técnico Gregg Popovich, foram cumprimentar LeBron pela marca histórica.

No San Antonio Spurs, LaMarcus Aldridge (30 pontos, 8 rebotes, 3 assistências, 2 roubos de bola e 1 toco), Dejounte Murray (19 pontos, 10 rebotes, 3 assistências e 7 roubadas de bola), Tony Parker (14 pontos e 6 assistências), Davis Bertans (13 pontos, 5 rebotes, 3 assistências e 1 roubo de bola), Patty Mills (9 pontos e 1 assistência) e Danny Green (7 pontos, 5 rebotes, 2 assistências e 2 tocos), tiveram boas atuações pela franquia do Texas.

O destaque do Cleveland foi LeBron James com 28 pontos, 9 rebotes, 7 assistências e 1 toco. Além dele, Isaiah Thomas (com 14 pontos, 1 rebote, 2 assistências e 1 roubo de bola), Jae Crowder (13 pontos e 4 rebotes), Wade (12 pontos, 6 rebotes, 2 assistências e 2 roubos de bola), Kevin Love (10 pontos, 11 rebotes e 1 roubada de bola), Jeff Green (8 pontos, 4 rebotes e 1 roubo de bola) e Tristan Thompson (8 pontos, 1 rebote, 1 assistência e 1 roubo de bola), tiveram bom desempenho apesar da derrota.

O San Antonio Spurs jogará contra o Memphis Grizzlies, na quarta-feira (24/01), em Memphis.

Já o Cleveland Cavaliers receberá o Indiana Pacers, na sexta-feira (26/01), na Quicken Loans Arena.

 

Resultados da noite na NBA (terça-feira 23/01)

Orlando Magic 99 x 105 Sacramento Kings

Oklahoma City Thunder 109 x 108 Brooklyn Nets

Golden State Warriors 123 x 112 New York Knicks

Los Angeles Lakers 108 x 107 Boston Celtics

San Antonio Spurs 114 x 102 Cleveland Cavaliers

 

Jason Kidd não é mais o técnico do Milwaukee Bucks

Jason Kidd foi demitido dos Bucks mesmo com bom trabalho

 

Jason Kidd deixa o cargo com o time na zona de classificação para os playoffs no Leste, com isso, a notícia não foi bem digerida pela estrela do time Giannis Antetokounmpo, o grego tentou ligar para os donos da franquia tentando convencer do contrário, mas não foi atendido

A justificativa foi que Kidd ainda não conseguiu cumprir o que se esperava do time antes do início da temporada, com esse desempenho tido como abaixo da expectativa, acabou demitido. O assistente Joe Punty está no comando do time.

Nas três temporadas em Milwaukee, Kidd teve campanhas de 41 vitórias e 41 derrotas (em 2014/15), 33 vitorias e 49 derrotas (em 2015/16) e 42 vitórias e 40 derrotas (em 2016/17), onde perderam para os Raptors na primeira rodada dos playoffs.

Na atual temporada, Kidd deixou os Bucks com uma campanha de 23 vitórias e 22 derrotas, onde até então ocupavam a oitava posição no Leste.

Curta-metragem sobre a carreira de Kobe Bryant é indicada ao Oscar

Kobe Bryant produziu o curta metragem sensacional sobre sua aposentadoria

O filme produzido por Bryant e Glen Keane está concorrendo na categoria de melhor animação em curta-metragem. Há outros quatro filmes que estão concorrendo com ele: Lou, Revolting Rhymes, Garden Party e Negative Space. A premiação do Oscar ocorre no dia 4 de março de 2018 em Los Angeles.

O curta é inspirado numa carta escrita por Kobe no site The Player’s Tribune, assim que ele se aposentou das quadras. “Dear Basketball” é mostra uma animação sobre a carreira de Bryant, mostrando o início quando era uma criança com um sonho, até o final da carreira após 20 anos nos Lakers. Foi exibida pela primeira vez em dezembro de 2017, na cerimônia de aposentadoria das camisas 8 e 24 dos Lakers no Staples Center.

A animação já ganhou dois prêmios, o 2017 World Animation Celebration e 2017 Tribeca Film Festival.

 

Por: Roberto Junior