Eventos especiais para curtir o Dia Internacional da Mulher em SP

Nada de flores, o que as minas querem é muito evento massa e empoderado!

Fonte: Catraca Livre

Todo ano é a mesma coisa: em 8 de março, Dia Internacional da Mulher, as mulheres são presenteadas com flores e chocolates, mas na realidade esta é uma data de luta por direitos. E nada é mais empoderador do que a ocupação dos espaços, não é?

E o que não faltam são eventos para as minas curtirem e muito! E nós reunimos somente opções baratinhas ou gratuitas, do jeito que todo mundo gosta e quer, e que acontecem em vários espaços culturais de SP.  Vamos juntas?!

Kathryn Bigelow poses backstage with the Oscar for best achievement in directing for "The Hurt Locker" at the 82nd Academy Awards, in the Hollywood section of Los Angeles Oscars - Press Room, Los Angeles, USA
Crédito: Photo by Matt Sayles/AP/REX/Shutterstock
Kathryn Bigelow entrou para a história do cinema por ser a primeira mulher a ganhar o Oscar de Melhor Direção pelo filme ‘Guerra ao Terror’

O Cine Belas Artes vai estender sua celebração ao Dia Internacional da Mulher com uma programação 100% feminina, que toma conta das terças de março no cinema de rua!

A programação tem cinco filmes dirigidos por cineastas de reconhecimento internacional, entre eles “Bastardos”(2013), da francesa Claire Denis, indicado ao Prêmio Un certain Regard, no Festival de Cannes; “Tomboy” (2011), da também francesa Céline Sciamma, vencedor do prêmio Teddy Bear do Júri no Festival de Berlim; “Movimentos Noturnos”(2013), da americana Kelly Reichardt, indicado ao Leão de Ouro no Festival de Veneza; e “Caramelo”(2007), da libanesa Nadine Labaki, vencedor do Prêmio do Público no Festival de San Sebastián.

O quinto filme da Mostra “Mês da Mulher”, “Guerra ao Terror”(2008), de Kathryn Bigelow, foi vencedor do Oscar em seis categorias, incluindo Melhor Filme e Melhor Direção. O único Oscar de melhor direção para uma mulher em toda a história da Academia!

Onde: Petra Belas Artes | Rua da Consolação, 2423 – Consolação
Quando: 3 a 31/03 | Terças-feiras, às 21h
Quanto: R$ 12 para todesVEJA TAMBÉM:Belas Artes celebra Mês da Mulher com filmes dirigidos por mulheres

  • Maratona feminina na Casa das Rosas

Casa das Rosas traz uma super programação! Saca só: No dia 7/03, às 15h, ocorre o Expresso Poesia: um stand-up poético com apresentação de Jarid Arraes, uma das principais representantes da literatura contemporânea, cordelista, poeta, e autora de livros como “Redemoinho em dia quente” (premiado na categoria Contos pelo APCA 2019/Literatura), “Um buraco com meu nome” e “As Lendas de Dandara”.

No dia 8/03, às 15h, é a vez da musicista, atriz, produtora cultural e contadora de histórias Mariana Per lançarseu primeiro disco, intitulado “Salmos, Axés e Aleluias”. Nessa obra, a multiartista reúne composições da escritora Conceição Evaristo musicadas por Renato Gama com um estilo dançante e moderno. Mariana Per também faz parte do coletivo 3Áfricas, o qual tem espetáculos que valorizam a representatividade negra entre o público infantil, e dos grupos Orquestra Profunda de Delicadeza e Morabeza Nação.

O Slam das Minas, que realizou suas primeiras apresentações na Casa das Rosas, volta ao museu no dia 14/03, a partir das 19h. Como o grupo de mulheres surgiu em março de 2016, a atividades também será uma forma de celebrar o aniversário de quatro anos, além de cumprir o objetivo de abrir um espaço de acolhimento para as vozes das minas, monas e manas.

Onde: Casa das Rosas | Avenida Paulista, 37 – Bela Vista
Quando: 7, 8  e 14/03 | 15h, 15 e 19h, respectivamente
Quanto: Grátis

  • Bloco Desculpa Qualquer Coisa + Samba das Pretas na ZL

Em Itaquera, a Oficina Cultural Alfredo Volpi celebra o Dia Internacional da Mulher ao som do Bloco Desculpa Qualquer Coisa e do Samba das Pretas!

O bloco promove espaço para as mulheres LBT (lésbicas, bissexuais e transexuais) a fim de colaborar no protagonismo delas por meio da arte em ambiente seguro e que, na prática, consigam exercitar a liberdade dos seus corpos.

O Samba das Pretas, grupo formado mulheres e moradoras da Cidade Tiradentes, trabalham o samba como símbolo de resistência aos problemas sociais, com destaque aqueles que as mulheres pretas enfrentam na rotina, no recorte de raça, classe e desigualdade de gênero.

Onde: Oficina Cultural Alfredo Volpi | Rua Américo Salvador Novelli, 416 – Itaquera
Quando: 7 de março, a partir das 15h
Quanto: Grátis

A compositora, cantora e percussionista Alessandra Leão lança seu mais novo disco: Macumbas e Catimbós – indicado ao Latin Grammy 2019. O show conta também com as participações de Anelis Assumpção e Dani Nega.

Onde: Casa Natura Musical – Rua Artur de Azevedo 2134 – Pinheiros
Quando: 7/03, às 22h
Quanto: R$ 25 a R$ 150 (compre aqui)

Aqualtune Sound System - dia internacional da mulher
Crédito: Daniel Lopes
Aqualtune Sound System

Aqualtune Sistema de Som coletivo firmado por duas mulheres pretas que colecionam discos de reggae e estão em atividade desde 2018. Elas seguem usando a música reggae como instrumento de empoderamento, autonomia e auto-estima

Onde: CCJ – Centro Cultural da Juventude – Avenida Deputado Emílio Carlos, 3641 – Vila Nova Cachoeirinha
Quando: 08/03, às 16h
Quanto: Gratuito

Funmilayo Afrobeat Orquestra - dia internacional da mulher
Crédito: José de Holanda/Divulgação
Funmilayo Afrobeat Orquestra

Funmilayo Afrobeat Orquestra é a única banda de Afrobeat no mundo formada somente por mulheres negras.

O projeto e surgiu da aflição da cantora e saxofonista Stela Nesrine e da trompetista Larissa Oliveira ao perceberem a ausência de um grupo de Afrobeat formado e idealizado por mulheres negras, que tocassem esse estilo essencialmente negro. Diante do desafio, Stela e Larissa começaram a somar forças com outras artistas que abraçaram a ideia.

O nome da banda foi escolhido como forma de homenagear Funmilayo Anikulapo Kuti, professora e uma das ativistas mais importantes da Nigéria, tendo liderado a luta das mulheres por liberdade, pelo direito ao voto e por justiça social. Funmilayo foi mãe de Fela Anikulapo Kuti, músico nigeriano considerado o criador do Afrobeat.

Onde: Sesc Campo Limpo – R. Nossa Sra. do Bom Conselho, 120 – Vila Prel
Quando: 08/03, às 17h
Quanto: Gratuito

  • Orquestra Jazz Sinfônica e convidadas no Ibirapuera

No Dia Internacional da Mulher, o Ibirapuera recebe a Orquestra Jazz Sinfônica, que convida ao palco Fafá de Belém, AnaVitória, Bebé Salvego, Luiza Possi, Leila Pinheiro, Roberta Sá, Elba Ramalho, Paula Lima e Claudia Leitte!

Às 11h, o evento recebe a sexóloga Laura Müller para um bate-papo com o público. Os shows começam às 13h, no palco da arena do evento.

Onde: Parque Ibirapuera | Av. Pedro Álvares Cabral – Vila Mariana
Quando: 08/03, a partir das 11h
Quanto: Grátis

O Canto da Ema recebe grandes mulheres para fazer a festa no Dia Internacional da Mulher. O Palco é composto por Diana do Sertão, Bernadete França, Juba Carvalho, Irene Atienza, Fran Nobrega e Nanda Guedes. Confira programação:

19h40 – BERNADETE FRANÇA
21h10 – JUBA, NANDA, FRAN, IRENE ATIENZA
22h40 – DIANA DO SERTÃO

Onde: Canto da Ema – Av. Brigadeiro Faria Lima, 364 – Pinheiros
Quando: 08/03, às 18h30
Quanto: R$ 36 (inteira); R$ 18 (meia-entrada)

A cantora e compositora Céu apresenta seu novo disco APKÁ! no Bourbon Street. No repertório, músicas que marcaram a carreira da cantora, além de canções de seu novo álbum.

Onde: Bourbon Street Music Club – R. dos Chanés 127, Moema
Quando: 08/03, às 18h
Quanto: R$ 85 a R$ 120 (compre aqui)

Vem aí a sétima edição da Roda de Samba de Mulheres no Bar da Neli! O evento é uma tarde deliciosa com aquela roda de samba responsa comandado pelas poderosas vozes de Neide Sales, Symone Tobias, Klau Nogueira e Simone Sill.

Onde: Rua Rodolfo Machado, 17 – Vila Carolina
Quando: 08/03, às 16h
Quanto: Gratuito

O Sparkling Festival é um evento de dois dias de degustação de espumantes e vinhos de verão que conta também com expositores de gastronomia, música e uma agenda de atrações culturais.

O frescor, os momentos descontraídos dos finais de tarde de verão e as ocasiões para celebrar a vida: essa é a atmosfera do Sparkling Festival. O evento tem como carro-chefe espumantes e vinhos de verão com muita música e arte e voltado para um jovem e descolado que aprecia o requinte e a sofisticação.

O evento é aberto ao público para todas as atrações e expositores de gastronomia. Somente o acesso à área restrita de degustação que é cobrado. O visitante recebe uma pulseira que dá direito a 3h de degustação dos rótulos das vinícolas expositoras e ganha uma taça de cristal oficial do evento.

Onde: Cinemateca Brasileira | Largo Senador Raul Cardoso
Quando: Dias 7 e 8/03, das 11h30 às 19h
Quanto: Gratuito ou R$ na área restrita

A tradição de reservar uma data para reivindicar a igualdade de direitos da mulher é centenária e, anualmente, no dia 8 de março, celebra-se o Dia Internacional da Mulher na maioria dos países do mundo.

Há somente um ano, neste dia, em São Paulo, nasceram as Obscênicas, uma fanfarra debochada, feminina e feminista, que tem como objetivo mostrar que a música também é lugar de mulher e fazer todo mundo dançar e cantar junto.

O repertório, em constante evolução, conta exclusivamente com musicas feitas por mulheres (ou que ficaram famosas na voz delas). Com uma formação totalmente acústica, entre instrumentos de sopro e percussão, tocam uma mistura de jazz e samba, funk e groove, de Elza Soares a Rihanna, pra ninguém ficar parado.

Onde: Cervejaria Tarantino – Rua Miguel Nelson Bechara, 316
Quando: 08/03, às 14h
Quanto: R$ 10

  • Encontro de choro no Memorial da América Latina

No dia 11 de março, o projeto recebe no palco um time formado só por mulheres: os grupos Chorinho Faceiro e Chorando em Trio.

Formado por Dudáh Lopes (piano), Rosana Bergamasso (violão 7 cordas), Roberta Valente (pandeiro) e Camila Silva (cavaquinho), o regional Chorinho Faceiro apresenta composições tradicionais do choro, além de músicas autorais.

A abertura da noite fica por conta do Chorando em Trio, formado por Ana Paula Marcelino (violão de 6 cordas), Ribeka Suzuki (pandeiro) e Vaisy Alencar (clarinete e clarone). O trio traz em seu repertório canções de nomes importantes do choro, como Chiquinha Gonzaga, Jacob do Bandolim, Pixinguinha e Pascoal de Barros.

Onde: Memorial da América Latina | Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda
Quando: 11 de março, a partir das 18h
Quanto: Grátis

E aí, gostou? Bora curtir MUITO o Dia Internacional da Mulher e todos os outros!

Lugar de mulher é onde ela quiser!