Centenas se reúnem em ‘pancadão’ sem máscara e causam revolta em SP

Imagens mostram multidão sem máscara durante ‘pancadão’ em rua de Bertioga, no litoral paulista.

Fonte: G1

Moradores denunciam aglomeração de centenas de pessoas durante baile funk em Bertioga, SP

Moradores denunciam aglomeração de centenas de pessoas durante baile funk em Bertioga, SP

Um ‘pancadão’, como são chamados o bailes funk realizados na rua, com mais de seis horas de duração, reuniu centenas de pessoas sem máscaras de proteção em Bertioga, no litoral de São Paulo. Ao G1, nesta segunda-feira (13), testemunhas apontaram que a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal foram acionadas para fiscalizar o evento, no entanto, nenhuma equipe compareceu ao local.

Conforme apurado pela reportagem, o evento aconteceu na Rua José Galvino Silva, na comunidade Mangue Seco, no bairro Rio da Praia, entre a noite de sábado (11) e a manhã deste domingo (12).

Segundo uma moradora, que prefere não se identificar, centenas de pessoas começaram a se aglomerar, sem proteção, logo após o início da festa. “As pessoas começaram a se concentrar na frente de uma adega que funciona como bar, e logo depois espalhou para a rua toda, cheia de carros com som muito alto”.

Moradores denunciam aglomerações em 'pancadão' realizado em Bertioga — Foto: G1 Santos
Moradores denunciam aglomerações em ‘pancadão’ realizado em Bertioga — Foto: G1 Santos

A testemunha afirma que as aglomerações no local são constantes, no entanto, se assustou com a proporção do evento realizado no último fim de semana. “Nunca tinha visto desse tamanho, e não tinha ninguém com máscara, muitas pessoas bebendo, fumando. Nenhum cuidado com o coronavírus”.

“A gente se sente impotente com essa situação, porque estamos cumprindo a quarentena aqui em casa, mas quando temos que sair na rua, são essas pessoas que vamos encontrar. Eles se expõem e acabam expondo os outros ao coronavírus”, desabafa a moradora.

Ela conta que, apesar da aglomeração e perturbação ao sossego, equipes da PM e da GCM de Bertioga não foram ao local para fiscalizar a festa. “A polícia não veio, e a guarda diz que está sem viatura. Ficamos sem qualquer respaldo”, finaliza.

De acordo com o boletim epidemiológico enviado pela Prefeitura de Bertioga no último domingo (12), o município registra 848 casos confirmados do novo coronavírus, bem como 17 mortes causadas pela doença.

Em nota, a Secretaria de Segurança de Bertioga informou que a GCM foi acionada por meio do número 153, contudo, o baile funk já havia sido instalado. A GCM orientou o reclamante, então, a ligar para a Polícia Militar, órgão competente para atuar nessas situações.

A GCM e outros órgãos da prefeitura atuam preventivamente, inclusive com apoio da Polícia Militar, quando recebe informações de que será realizado algum evento irregular, evitando-se, assim, que ele aconteça. A exemplo disso, no mesmo sábado, a Secretaria de Segurança e Cidadania realizou uma força-tarefa impedindo que um evento dessa natureza acontecesse na cidade.