A megaexposição de Leonardo da Vinci que inaugura novo MIS

Por: Guia Folha UOL

Área imersiva, mural de Kobra e segredos da ‘Mona Lisa’ são destaques do novo espaço

Ao visitar uma exposição, o público normalmente está limitado a observar pinturas a uma certa distância. Trazer o espectador para dentro de obras de artistas renomados é uma das características das mostras imersivas, que começaram a fazer sucesso lá fora.

É o caso do Atelier des Lumières, em Paris, que já exibiu neste formato mostras de nomes como Gustav Klimt, Egon Schiele e Van Gogh. Com a abertura da nova unidade do MIS (Museu da Imagem e do Som), neste sábado (2), São Paulo também entra com pompa nas exposições imersivas.

Batizado de MIS Experience, o novo centro cultural tem mais de 2.000 m² e está localizado na antiga marcenaria da TV Cultura. Todo o projeto foi orçado em R$ 8,5 milhões, custeados pela iniciativa privada. O espaço abre as portas com a exposição Leonardo da Vinci – 500 Anos de um Gênio, dividida em três partes.

Na primeira, é possível ver réplicas de diários e máquinas desenhadas pelo artista. Em seguida, 37 telões com até nove metros de altura projetam, em alta definição, obras de Da Vinci. Essa ala imersiva ocupa 800 m² e, de acordo com a organização, permite ao público enxergar até detalhes de pinceladas.

Por fim, uma área desvenda os mistérios da “Mona Lisa”, uma das pinturas mais famosas do mundo. Confira a seguir detalhes do novo museu e da mostra multissensorial concebida pela Grand Exhibitions, empresa sediada em Melbourne, na Austrália.

MIS Experience – R. Vladimir Herzog, 75, Água Branca, tel. 2117-4777. Ter. a dom.: 10h às 20h30. Até 1º/3. Livre. Abertura sáb. (2). Ingr.: R$ 30 a R$ 40. Ter.: grátis.

Localizado na Água Branca, o MIS Experience terá a fachada assinada pelo muralista Eduardo Kobra.

De acordo com o artista, o painel será uma releitura das obras de Leonardo da Vinci e deve ficar pronto na semana seguinte da abertura do museu.

O espaço cultural foi projetado pelos arquitetos Renato Theobaldo e Roberto Rolnik e conta com mais de 2.000 m² divididos em 18 áreas temáticas.

INGRESSOS
Para garantir a entrada, é recomendado já comprar os ingressos, que pela internet são vendidos no site bileto.sympla.com.br. No fim de semana, o preço iguala uma ida ao Masp (R$ 40). Durante a semana, a entrada sai por R$ 30 —exceto terça-feira, que é grátis. Apesar de vendido de hora em hora, a assessoria do MIS afirma que o tempo dentro do museu não é limitado

COMO CHEGAR
Para facilitar o acesso dos visitantes será disponibilizada uma linha até o MIS Experience, que sai do terminal Barra Funda. Os ônibus partem das plataformas 6 e 7, todos os dias, a partir das 9h, a cada 15 minutos

LOJA
Ao final do percurso, uma loja conta com artigos da exposição, que custam, em média, R$ 80. Por ali, há itens como camisetas, livros, canetas e blocos de anotação

Da Vinci no MIS
Fonte MIS Experience

1 – ENTRADA
Ao entrar na mostra “Leonardo da Vinci – 500 Anos de um Gênio”, que homenageia um dos nomes mais importantes do Renascimento, o visitante se depara com uma área de 600 m² ocupada por réplicas de manuscritos, desenhos e obras do artista. Logo depois da área imersiva, os objetos voltam a aparecer em uma sala de 100 m², desta vez são destacados seus estudos hidráulicos e invenções militares. Ao todo, são expostos cem itens que podem ser tocados

2 – IMERSÃO
A parte imersiva é, provavelmente, a mais instagramável e na qual o público deve perder mais tempo. Com 800 m², a sala transmite, em looping, um vídeo mapping de 40 minutos com imagens em alta definição das obras marcantes do artista, como “Homem Vitruviano” e “Dama com Arminho”

3 – SEGREDOS DE MONA LISA
Na última sala, com 300 m², são exibidas algumas curiosidades descobertas pelo engenheiro Pascal Cotte, do Museu do Louvre, sobre o famoso quadro. Entre elas, a pesquisa revela que Da Vinci não concluiu o dedo indicador da mão direita da mulher retratada